Sem Fla x Flu, 'Jornal Nacional' sofre derrota histórica no Rio

Clássico Flamengo X Fluminense rendeu ao SBT audiência espetacular no Rio de Janeiro, vencendo um dos principais produtos da Globo

Flamengo 1x0 Fluminense (volta da Final do Campeonato Carioca) - Escalação: Diego Alves; Rafinha (Gustavo Henrique), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Gerson (Diego), Arrascaeta (Michael) e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Pedro (Vitinho). Gol: Vitinho.

Flamengo 1x0 Fluminense (volta da Final do Campeonato Carioca) - Escalação: Diego Alves; Rafinha (Gustavo Henrique), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Gerson (Diego), Arrascaeta (Michael) e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Pedro (Vitinho). Gol: Vitinho.

Lance! Galerias

Quarta-feira sempre foi dia de futebol na Globo. Bom, era, antes da pandemia.

Com a briga pelos direitos de transmissão dos jogos pegando fogo, o SBT consolidou uma audiência histórica ao exibir Flamengo X Fluminense na noite dessa quarta (15), derrotando o 'Jornal Nacional' , da Globo. O 'JN' não perdia em audiência no Rio desde 2015, quando sofreu algumas derrotas para o sucesso "Os Dez Mandamentos", da Record TV.

O clássico carioca chegou a bater a casa dos 34 pontos de pico no Rio. Durante o 'Jornal Nacional', a partida chegou a marcar 27 pontos de audiência prévia, ante 25 do noticiário. O 'JN' é um dos principais produtos da Globo em audiência e faturamento.

Às 22h57, contra o filme “Jumanji”(Globo), o canal de Silvio Santos bateu a Globo por 34,6 a 16,8.

Segundo medição prévia, na soma dos 150 minutos de transmissão, SBT e Globo empataram no Rio com audiência na casa dos 26 pontos. 

No Rio de Janeiro, um ponto de audiência representa 47 mil domicílios. É o segundo mercado mais importante do país, com 18,2% de influência sobre o Painel Nacional de Televisão.

Em SP, o jogo obteve média na casa dos 12 pontos.

A partida também bombou nas redes sociais. Foi um dos assuntos mais comentados do Twitter durante toda a noite de ontem.

A Globo tentou impedir judicialmente que o Flamengo comercializasse os jogos em que titular do mando de campo, mas não conseguiu.

Flamengo bicampeão carioca. Festa com medo de perder Jesus