Keila Jimenez Um ano após quase perder a mão, Buddy Valastro impressiona médicos!

Um ano após quase perder a mão, Buddy Valastro impressiona médicos!

O eterno Cake Boss já voltou a fazer bolos, mas acredita que não voltará a ser 100%  do que era antes do acidente

  • Keila Jimenez | Do R7

Buddy Valastro mostra a mão após cinco cirurgias

Buddy Valastro mostra a mão após cinco cirurgias

reprodução

Há exatamente um ano, Buddy Valastro, o Cake Boss, sofreu um acidente que poderia ter arruinado a carreira dele para sempre.

Buddy, que é um dos melhores e mais habilidosos confeiteiros do mundo, teve a mão direita praticamente dilacerada por uma máquina automática de empilhar pinos de boliche, na pista de boliche da casa dele.

Ao ver que a máquina estava enroscada, Buddy tentou ele mesmo soltar um dos pinos com a mão, e acabou preso nos ganchos da máquina, que amassou os dedos e mão do cozinheiro por alguns minutos até ser desligada pelo filho dele.

Buddy contou que achou que fosse desmaiar de tanta dor e foi socorrido imediatamente pela família. Sim, por conta da gravidade dos ferimentos, o chef corria o risco de perder parte da mão.

Drama: Cake Boss pode nunca mais fazer bolos após acidente!

E lá se foram cinco cirurgias ortopédicas, enxertos ósseos e de pele, implantes de placas de metal, parafusos e muita, muita fisioterapia. 

Doze meses depois do acidente que poderia ter encerrado a carreira de sucesso do Cake Boss, ele revelou que está quase curado com relação a lesão sofrida na mão. Mas que acredita que nunca mais será tão habilidoso como antes na arte da confeitaria.

Buddy disse que já voltou a fazer bolos e doces e se sente grato pelo o que já pode fazer com a mão acidentada.

Buddy logo após o acidente

Buddy logo após o acidente

Reprodução Instagram

Ele acredita que a memória corporal o ajudou a recuperar muitos dos movimentos feitos na confeitaria, apesar de sentir algumas pequenas limitações da mão direita. "Se eu ficar com 95%, já estou bem!", brincou ele. Buddy disse que tentou se manter otimista durante o processo de recuperação, mas sabia que seria difícil voltar a a ser o que era antes do acidente.

Para os médicos, a recuperação do confeiteiro é realmente impressionante, uma vez que muitos especialistas acreditavam que ele perderia a movimentação de alguns dedos para sempre, por conta da gravidade da lesão.

Últimas