Whitney Houston perdeu dentes e pedaços de pele antes de morrer

Oito anos após morte da cantora, dados chocantes da autópsia dela revelam o real estado de saúde da diva após abuso de drogas

Whitney havia perdido 11 dentes quando morreu

Whitney havia perdido 11 dentes quando morreu

Reprodução

Whitney Houston tinha apenas 48 anos quando morreu, há oito anos, em fevereiro de 2012, em uma banheira de um hotel em Beverely Hills, EUA.

O mundo sabia dos problemas da cantora com drogas, mas só agora detalhes do real estado de saúde de Whitney na época da morte foram revelados.

Dados chocantes da autópsia realizada na cantora foram divulgados pelo 'Daily Mirror'.

Segundo relatório, Whitney foi encontrada com cicatrizes e ferimentos espalhados pelo corpo, faltavam tiras de pele nas costas e pernas dela, e 11 dentes. 

Dona das uma das vozes mais lindas e potentes do cenário musical, Whitney perdeu os dentes após festas com maratonas de cocaína e crack. Os que restaram também estavam em péssimo estado. Os exames também mostraram marcas de agulha nos cotovelos dela.

A diva escondeu seus terríveis problemas dentários usando uma “prótese dentária maxilar”, segundo o relatório da autópsia. Sua causa oficial de morte foi dada como afogamento acidental, contribuído por doenças cardíacas e uso de cocaína. Segundo a autópsia, Whitney tinha artérias do coração comprometidas, sendo que uma delas já estava 60% obstruída.

Louca por perucas, Whitney ainda tinha seus cabelos em bom estado, mas quase não tinha mais sobrancelhas, nem unhas.

Horas antes de morrer, Whitney avisou um assistente que iria se preparar para a festa de Clive Davis, um evento que ocorreria antes de Grammy.

Porém às 15h35, foi encontrada sem vida em uma banheira de água quente escaldante.